quinta-feira, 21 de maio de 2015

Homem morre atropelado na Usina Santa Maria município de Areia


Imagem: Internet
Um homem foi atropelado na manhã desta quarta-feira no trevo da usina Santa Maria zona rural do município de Areia. De acordo com as primeiras informações que nos passaram o corpo foi encontrado com a cabeça esmagada e até o momento não se tem notícias de quem teria atropelado já que no local do acidente não se encontrava nenhum veículo.



Ainda de acordo com as primeiras informações o homem reside na Usina Santa Maria.

Ivenildo Sales da Redação do www.seligapiloes.com

quarta-feira, 20 de maio de 2015

TCE’S QUEREM QUE CORRUPÇÃO SE TORNE CRIME HEDIONDO NO BRASIL

A Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) enviou à Presidência da República e ao Congresso Nacional um documento contendo 15 medidas para tornar mais efetivo o combate à corrupção no Brasil. Entre as medidas, é pedido que a corrupção se torne crime hediondo.

Segundo o presidente da entidade, conselheiro Valdecir Pascoal, que também é presidente do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), a diretoria trabalhou durante vários dias na elaboração da.

A proposta sugere mudanças na Lei da Ficha Limpa, para estabelecer como hipótese de inelegibilidade a não aplicação pelos gestores públicos dos valores constitucionais mínimos em educação, que é considerada pela entidade uma grande vacina para combater à corrupção.


Correio da Paraíba

Governo prepara novo aumento de impostos

Imagem:Internet
O governo pretende combinar os cortes em gastos previstos no Orçamento deste ano com uma nova rodada de aumento de impostos. O objetivo da medida, preparada pelo Ministério da Fazenda, é reforçar o ajuste fiscal e afastar o risco de rebaixamento da nota de crédito do Brasil.

A presidente Dilma Rousseff começou a discutir neste domingo, 17, o tamanho do contingenciamento, que será definido após negociações nesta semana com o Congresso. O corte deve ser da ordem de R$ 70 bilhões.

Os ministros Joaquim Levy (Fazenda), Nelson Barbosa (Planejamento) e Aloizio Mercadante (Casa Civil), que compõem a junta orçamentária, levaram propostas distintas à reunião de quatro horas, no Palácio da Alvorada. Hoje, o tema será retomado na reunião de coordenação política do governo.

Levy apresentou uma estimativa de corte mais elevada, de R$ 78 bilhões, que compensaria as perdas aplicadas pelos parlamentares no ajuste fiscal.
As modificações feitas pela Câmara nas medidas provisórias que alteram benefícios trabalhistas e previdenciários incluíram desde restrições mais leves que as pretendidas pela equipe econômica no seguro-desemprego e na pensão por morte até a flexibilização do fator previdenciário, criado para poupar gastos do governo com aposentadorias.

Mercadante defendia um contingenciamento grande, mas não superior a R$ 60 bilhões no total, de forma a não paralisar completamente a máquina federal.

É uma posição mais próxima daquela do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, que passou os últimos dois meses se reunindo com ministros e secretários do governo para definir, com cada pasta e autarquia, os limites orçamentários.

Na Fazenda, a avaliação é que quanto menor for o corte, maior será a necessidade de “complementação” com aumento de impostos. Prevalecendo a visão de Levy sobre o corte, a decisão deve gerar atritos com o PT, cujos parlamentares defendem um ajuste menos amargo.

Entre os auxiliares de Dilma, a defesa de Levy por um bloqueio mais severo tem por objetivo não só acenar aos agentes financeiros, mas também proteger as contas públicas de eventuais alterações promovidas pelo Congresso no projeto de lei que revê a política de desoneração da folha de pagamento, outra medida fundamental para fechar as contas oficiais.

O martelo sobre a amplitude do contingenciamento só deve ser batido após a votação desta proposta na Câmara, prevista para ocorrer às vésperas do anúncio dos cortes, nesta semana.

Na definição de um ministro, o ajuste e o contingenciamento são “inversamente proporcionais”, por isso, o governo vai esperar ao máximo as votações do Congresso.

A votação do projeto da desoneração é vista no Planalto como “Dia D” do ajuste fiscal – por mexer com interesses de diversos setores econômicos, é maior o risco de o texto ser desconfigurado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Blog do Gordinho




PB tem 39 açudes secos e Estado se reúne com Agência Nacional de Águas para discutir ações

Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão
Dos 124 açudes monitorados pela Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) na Paraíba, 48 estão com capacidade armazenada superior a 20% do volume total, 37 estão com menos de 20% e 39 com menos de 5%. Uma reunião nesta quarta-feira (20) deve debater a situação hídrica da Paraíba, com a participação da Agência Nacional das Águas, parlamentares, Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa) e de autoridades do governo do Estado.

Durante a reunião, a Aesa apresenta a situação hídrica da Paraíba e as ações desenvolvidas pelo governo do Estado para minimizar os efeitos da estiagem. Já a Cagepa traz a situação atual do esgotamento sanitário das cidades localizadas na bacia hidrográfica do rio Paraíba.

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba vai discutir a situação do açude Epitácio Pessoa com a Agência Nacional das Águas (ANA) e deputados da Frente Parlamentar da Água da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (20). O encontro, organizado pelo governo do Estado, é realizado às 9h desta quarta (20), no Colégio Estadual da Prata, em Campina Grande.

“Nos últimos quatro anos, não tem chovido o suficiente para que sejam feitas recargas significativas nos nossos reservatórios. As chuvas são irregulares e muitas vezes abaixo da média histórica. Daí o açude Boqueirão ter chegado a esta situação preocupante, assim como é em vários reservatórios do Nordeste”, ressaltou o presidente da Aesa, João Fernandes da Silva.

O açude Epitácio Pessoa está localizado na cidade de Boqueirão, abastece Campina Grande e 20 municípios vizinhos e está 19,1% da capacidade máxima. O reservatório tem capacidade para mais de 411 milhões de metros cúbicos e atualmente está com 80 milhões de metros cúbicos. Ele faz parte da bacia hidrográfica do rio Paraíba, a segunda maior do estado.

Portal Correio




Homem é flagrado caminhando nu na PB-063 em Alagoinha

Um homem foi flagrado caminhando totalmente nu em um trecho urbano da rodovia PB - 063, em Alagoinha, Próximo ao Trevo que dá acesso à cidade de Mulungu, na manhã desta terça-feira (19).

A Polícia Militar (PM) foi acionada por pessoas que passava pelo local e viram o homem, que aparentava ter entre 40 e 45 anos.

De acordo com informações, o homem aparentava ter problemas mentais e não soube responder por que estaria caminhando pelado na rodovia.

Ainda de acordo com informações, a Polícia procurou os familiares do Homem, que reside no Sítio Balancinho, para comunicar sobre o acontecido.


Blog do Cristiano Alves

Mães acusam diretor de escola de “destruir sonhos” das crianças, em Belém

Escola de 1º Grau Felinto Eliz/Belem PB
O que deveria ser uma advertência comum, de um vice-diretor aos alunos, se tornou um pesadelo para pais e alunos de uma Escola Estadual, em Belém, na Região Metropolitana de Guarabira. O professor foi acusado pelos alunos de questionar seus sonhos profissionais se baseando no tipo físico e condição financeira dos mesmos. Algumas crianças não querem voltar para a escola. .

O case aconteceu a duas semanas na Escola de 1º Grau Felinto Eliz.

Segundo os pais, o professor Henrique Filho tomava como exemplo a profissão que as crianças sonham ter no futuro e dizia que não seriam “nem aqui nem no inferno”, pois não eram filhas de pessoas ricas, por exemplo.

Foi assim com o filho da dona de casa, Francineide Sabino, de dez anos, que segundo os pais, questionado pelo vice-diretor, afirmou que queria ser fazendeiro. O professor teria replicado questionando se ele era filho de pessoas ricas, ele disse que não e o professor afirmou, segundo os pais, que ele só seria fazendeiro se casasse com uma mulher rica ou ganhasse namega-sena caso contrário não seria “nem no inferno”.


Francineide relatou que o comportamento do filho mudou depois do ocorrido. (Foto: Joab Freire / Nordeste1)
Francineide falou ao Nordeste1 que o comportamento do filho mudou depois do ocorrido. “Ele ficou assustado e não queria ir para o colégio. Eu fui falar com Henrique e ele ficou assustado, ficou com medo da reação do pai”, disse.


O filho de Rosinete improvisou um aparelho de ginástica após ter sido taxado de gordo. (Foto: 
Joab Freire / Nordeste1)
E ele foi além, segundo a costureira, Rosinete de Sena, mãe de outro menino de onze anos. Seu filho, disse ao professor que sonhava ser policial e Henrique teria respondido que o mesmo não seria, pois era gordinho.

Segundo a mãe, o menino passou a praticar exercícios em casa dizendo que quer emagrecer. “Ele chegou a improvisar uma maromba com um cabo de vassoura e garrafas com areia”, relatou.


PROFESSOR DIZ QUE HÁ DISTORÇÕES
O professor disse que estava querendo incentivar os alunos. (Foto: Joab Freire / Nordeste1)

 O Nordeste1 procurou o professor Henrique Filho, que é vice-diretor na escola desde 2011.
Ele negou as acusações e disse que apenas tomou como exemplo o caso do garoto que queria ser fazendeiro para dizer que as crianças precisam estudar.

Henrique disse ter explicado à criança que não é necessário estudar para ser fazendeiro, pois só havia três possibilidades, ou nascia numa família rica, ou era bonito para casar com a filha de um fazendeiro ou se ganhava na mega-sena. Caso contrário, seria somente estudando.

“A gente, como filho de pobre, só temos uma chance na vida é estudando muito, entrar numa profissão e conseguindo com isso realizar nossos sonhos. Se não for assim, companheiro, nem eu nem você será fazendeiro nem aqui nem no inferno”, relatou o professor.

O motivo da “bronca” teria sido o resultado de um simulado em que os alunos tiveram baixo rendimento. Contudo, ele reconheceu que a palavra “inferno”, que usou com os alunos, não é apropriada.

“Essa problemática surgiu por conta de uma prova que nós fizemos na escola, um simulado com todas as questões que as crianças tinham estudado, nós passamos em todas as turmas para explicar para as crianças que se que se aquela prova no momento fosse uma prova de vestibular com as notas baixas elas não conseguiriam adentrar numa faculdade que elas queriam”, explicou.

Ele negou ter se referido à forma física dos aluno que queria ser policial. “Eu não adentrei na questão física, da questão de ser gordo, o que eu disse era que para ser policial do Bope deveria estudar muito”, disse.

Henrique atribuiu o discurso contrário dos pais das crianças ao fato da notícia ser veiculada, primeiramente, numa rádio local do município, que segundo o mesmo, faz oposição ao seu projeto político. Para ele a interpretação foi distorcida. “O que está acontecendo é uma distorção de interpretação. A realidade é outra”, declarou.

CONSELHO VAI APURAR


Lucinha disse que vai ouvir o professor e observar o comportamento das crianças. (Foto: Joab Freire / Nordeste1)
O Conselho Tutelar tomou conhecimento do caso através da imprensa e uma mãe procurou o órgão para cobrar providências, segundo a conselheira, Lucinha Moura.

Ela lamentou o ocorrido e diz que a partir das denúncias veiculadas na rádio, e demais veículos, vai encaminhar o caso ao Ministério Público. “Faremos um apanhado de todo o que ouvimos através da rádio, depois nós vamos encaminhar ao ministério público”, explicou.

Lucinha disse que vai ouvir o professor e observar nas crianças o comportamento apontado pelos pais e caso haja necessidade, um psicólogo acompanhará as mesmas. “Vamos conversar com ele e acompanhar as crianças, se for preciso, vamos encaminhar para um psicólogo e fazer o que eles voltem para escola”, concluiu.

Nordeste 1






sexta-feira, 15 de maio de 2015

Anastácio denuncia que prefeituras estão alugando as máquinas do PAC

Deputado Frei Anastacio
O deputado estadual Frei Anastácio (PT) denunciou, hoje (13), no plenário da Assembleia Legislativa, que prefeituras do interior do Estado estão desviando a finalidade do uso das máquinas do PAC2, e até alugando para serviços particulares. “Algumas prefeituras recebem as máquinas do PAC, mas elas não servem para sua real finalidade que é para a zona rural e os trabalhadores da reforma agrária. Só para a Paraíba, foram entregues 1.059 máquinas/equipamentos, totalizando 276 milhões de reais para 201 municípios”, frisou o parlamentar.

Na Portaria de número 30, de 23 de abril de 2014, emitida pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), que a doação dessas máquinas é para abertura, recuperação, readequação e conservação de estradas vicinais na zona rural de municípios com predominância de agricultores familiares,  conservação das estradas vicinais, importantes para o escoamento da produção e para a segurança do tráfego nos pequenos municípios, limpeza de açudes, construção de barragens subterrâneas, cacimbas, fossas, cisternas para mitigação dos efeitos da seca nas regiões do semiárido.

“Em vez de servir os trabalhadores para ações importantes, até de produção de alimentos, estão usando as máquinas para carregar lixo urbano domiciliar. Os prefeitos usam o argumento de que não possuem recursos para manter as máquinas”, ressaltou Frei Anastácio.

O parlamentar também citou exemplos de que o problema se agrava por causa de má gestão. “O açude de Cepilhos, distrito de Areia, servia para abastecer 22 municípios polarizados por Esperança, mas hoje se encontra assoreado. Ele poderia ser recuperado para dar suporte aos moradores daquela região que estão em colapso total de água, mas ninguém move uma palha para resolver”, declarou.

Em relação ao açude Araçagi, o deputado disse que recebeu denúncias de que aquele reservatório está completamente poluído com esgoto, além de receber dejetos do matadouro local. Para Frei Anastácio, as ações são para ser feitas com urgência e é preciso o comprometimento da União, do governo do estado e dos gestores municipais, e que não adianta ir para Brasília, exigir medidas do Ministério da Integração, sem antes a frente apresentar um claro projeto para curto prazo.

“O que os municípios, governo do estado e governo federal estão fazendo para solucionar esses problemas que afetam o povo da Paraíba? Os recursos estão sedo mal geridos e se não mudar a forma de administrar esses recursos, precisaremos ser mais enérgicos para reestabelecer o que é de direito do povo paraibano”, enfatizou.

portalmidia. net


Aporte de 32,4 mi de dólares deve socorrer vítimas da seca na Paraíba

O Governo da Paraíba, a partir do segundo semestre deste ano, por meio do Projeto Cooperar, vai implantar iniciativas de convivência com a estiagem nos 100 municípios considerados mais castigados com a falta de água, com menor Índice de Desenvolvimento Humano, maior perda de safras e ainda os que apresentam maior índice de aridez.
A Redução da ‘vulnerabilidade agroclimática’ faz parte de um dos componentes do Projeto Paraíba Rural Sustentável, que está em fase de elaboração para assinatura de acordo de empréstimo com o Banco Mundial no início do segundo semestre, com vistas à execução pelo Cooperar.
Está previsto o aporte de recursos no valor de US$ 32,4 milhões (R$ 97,5 milhões), que serão aplicados em mais de 500 subprojetos de água potável, abastecimento de água completo e simples, dessalinizadores, complexos sanitários que agreguem a reutilização da água, obras de melhorias de acesso rural, beneficiamento e armazenamento de forragens, entre outros.

Dentre os critérios de elegibilidade para a seleção dos projetos, os futuros beneficiários precisam se organizar em associações, não ter participado de outros projetos financiados pelo Cooperar ou outros como o Água para Todos e garantir a sustentabilidade ambiental e financeira do projeto.

Segundo dados divulgados pela Fundação Joaquim Nabuco, o Nordeste tem, aproximadamente, 47 milhões de habitantes, dos quais 17 milhões vivem na região semiárida. No período de seca, 10 milhões de habitantes passam sede e fome.

Portal Arara

Fonte : Portal Correio

Arara está entre os Municípios da Região de Solânea que ficaram impedidos de celebrar convênios para educação; entenda

Arara/PB
Seis municípios da Região Geoadminstrativa de Solânea não prestaram contas dos gastos com a educação e agora estão na lista dos considerados inadimplentes no Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (Cauc). 

Isso quer dizer que essas localidades estão impedidas de celebrarem convênios e termos de cooperação com o governo federal para a área prejudicando, assim, toda a população.

Deixaram de cumprir com o estabelecido os municípios de Arara, Araruna, Cacimba de Dentro, Caiçara, Damião e Tacima.

Os dados estão no Sistema de Informações Sobre Orçamentos Públicos em Educação (Siope), que assinala as gestões que enviaram e as que não enviaram o solicitado. O prazo para essa prestação de contas acabou no dia 30 de abril.

Em toda a Paraíba 82 localidades não prestaram contas, o que representa 36,77% do total de cidades. No ano passado 220 (98,65%) cidades paraibanas enviaram os dados e prestaram contas.

Portal Arara

Fonte : Focando a Notícia

Inclusão de nono dígito em números de celular da PB começa este mês

Os números dos telefones celulares com código de área 83, da Paraíba, passam a ter o nono dígito no dia 31. A mudança deve atingir pelo menos 73% da população, que, segundo o IBGE, é usuária de telefonia móvel no estado.

O aviso com o cronograma de adoção do nono dígito foi publicado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) no Diário Oficial da União. A partir do dia 31, o dígito nove será acrescentado à esquerda dos números atuais, que passarão a ter o seguinte formato: (83) 9XXXX-XXXX.

A mudança é obrigatória e acontece automaticamente em todos os números de celular com o DDD da Paraíba. Os planos de serviço de telefonia fixa e móvel especializado não sofrem alterações. Segundo a Anatel, os clientes devem se responsabilizar por atualizar a agenda de contatos. O saldo e a validade dos créditos pré-pago ou controle não serão alterados com a mudança.

De acordo com a agência, até 40 dias após a mudança, as ligações com oito dígitos serão completadas para adaptação das redes e usuários, e gradualmente haverá interceptações e os usuários receberão mensagens com orientações sobre a nova forma de discagem.

Passado este período, as chamadas feitas com oito dígitos não serão completadas e os usuários serão orientados a usar a nova numeração. Mensagens SMS e MMS não serão enviadas se forem usados oito dígitos. Após o dia 9 de setembro, as chamadas feitas sem o nono dígito não serão completadas e os usuários ouvirão a mensagem de número inexistente.

Além da Paraíba, os estados de Alagoas, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Piauí também terão a adoção do nono dígito em maio. Segundo a Anatel, a mudança nos códigos de acesso do serviço móvel pessoal visa aumentar a disponibilidade de números de celulares e atender à crescente demanda de novos usuários no Brasil. Atualmente, o nono dígito já foi implantado nos estados de São Paulo (DDDs 11 a 19), Rio de Janeiro (21, 22 e 24), Espírito Santo (27 e 29), Amapá (96), Amazonas (92 e 97), Maranhão (98 e 99), Pará (91, 93 e 94) e Roraima(95).


G1 PB

Estado anuncia 'folha extra' para repor descontos nos salários dos professores na greve

O governador Ricardo Coutinho disse nesta quinta-feira (14), no Programa Correio Debate da TV Correio, que vai repor os descontos feitos sobre os proventos dos professores do Estado durante a greve na Educação.

Ele explicou que, atendendo à reivindicação dos professores, deve gerar essa folha extra já na próxima semana e convocou os docentes para uma reunião nesta quinta, na Granja Santana, onde a situação foi debatida.

Além disso, Ricardo falou ainda que o aumento de 9% concedido aos professores, dado em duas partes de 4,5%, poderá ter a segunda parte antecipada. A primeira parte desse aumento foi concedida em janeiro e a segunda estaria prevista para outubro deste ano.

Portal Correio

Leia Também

82 municípios não prestam contas dos gastos com educação e ficam impedidos de celebrar convênios

Oitenta e dois (36,77%) municípios paraibanos perderam o prazo para prestar contas dos gastos com a educação e agora estão na lista dos considerados inadimplentes no Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (Cauc). Isso quer dizer que essas localidades estão impedidas de celebrarem convênios e termos de cooperação com o governo federal para a área prejudicando, assim, toda a população.

Os dados estão no Sistema de Informações Sobre Orçamentos Públicos em Educação (Siope), que assinala as gestões que enviaram e as que não enviaram o solicitado. O prazo para essa prestação de contas acabou no dia 30 de abril.
Entregaram dentro do prazo estipulado 141 municípios da Paraíba, o que representa 63,23% do total. No ano passado 220 (98,65%) cidades paraibanas enviaram os dados e prestaram contas. Curral de Cima e São Sebastião do Umbuzeiro não cumpriram o dever de casa e não informaram sobre os gastos em 2013. São Miguel de Taipú enviou, mas sem balanço.

Confira a lista dos que não enviaram os dados:
Alhandra
Araçagi
Arara
Araruna
Areia de Baraúnas
Assunção
Baraúna
Barra de Santana
Barra de São Miguel
Bom Sucesso
Boqueirão
Cabaceiras
Cacimba de Dentro
Caiçara
Caraúbas
Catolé do Rocha
Coxixola
Cuité de Mamanguape
Damião
Fagundes
Frei Martinho
Gado Bravo
Guarabira
Gurinhém
Gurjão
Ingá
Itabaiana
Itapororoca
Jacaraú
Jericó
João Pessoa
Juazeirinho
Lagoa
Lastro
Lucena
Mamanguape
Marcação
Marizópolis
Maturéia
Natuba
Nazarezinho
Nova Floresta
Olho D’Água
Parari
Passagem
Paulista
Pedra Branca
Pirpirituba
Puxinanã
Queimadas
Quixabá
Pedro Régis
Riacho de Santo Antônio
Rio Tinto
Salgadinho
Santa Cecília
Santa Cruz
Joca Claudino
Santo André
São Bento
São João do Cariri
São João do Tigre
São José de Lagoa Tapada
São José de Caiana
São José de Piranhas
São José do Brejo do Cruz
São José do Sabugi
São Miguel de Taipu
São Sebastião do Umbuzeiro
Sapé
Serra Branca
Serra da Raiz
Serra Redonda
Soledade
Sousa
Tacima
Tenório
Triunfo
Umbuzeiro
Zabelê
Curral de Cima
Patos

Blog do Gordinho